Desenvolvimento de Bots

O desenvolvimento de chatbots é hoje uma realidade. Estudos recentes realizados por TAKE/Opinion Box mostram que, de cada 10 entrevistados, 4 preferem se comunicar com as empresas por texto e 70% disseram que estão dispostos a se comunicar com as empresas através do WhatsApp ou do Facebook Messenger.

As pessoas também estão questionando o uso de apps para suas atividades e, consequentemente, há um progressivo aumento na taxa de desinstalação de aplicativos. Uma pesquisa realizada pela AppsFlyer apurou que, no Brasil, a cada dois apps instalados em aparelhos com o sistema operacional Android, um é desinstalado.

Nota-se, portanto, que existe uma tendência para a utilização de aplicativos de mensageria (como Facebook Messenger, Telegram, Skype, Twitter) como forma de comunicação entre pessoas e empresas. Mark Zuckerberg (2016) reforça essa afirmação ao dizer que as pessoas não gostam de instalar aplicativos ou de falar sobre algum negócio por telefone:

“Não conheço ninguém que goste de falar de um negócio por telefone. Tampouco instalar um aplicativo toda vez que tem de usar algo. Por isso, convertemos o Messenger em uma plataforma para que os negócios se comuniquem com os usuários.”

Outras pesquisas sobre chatbots trazem conclusões interessantes:

  •  O Mindbowser, numa parceria com o Chatbots Journal, realizou um estudo global com representantes de 100 organizações de diferentes setores, em que 75% das empresas participantes planejam construir um chatbot para o seu negócio ainda em 2017. Além disso, 67% dos entrevistados acreditam que o uso dos chatbots irão superar o uso de aplicativos móveis nos próximos 5 anos.
  • Gartner Group revelou que, até 2019, 20% das marcas abandonarão seus aplicativos móveis devido ao excesso de apps e o alto custo com manutenção e suporte, e até 2020, as pessoas conversarão mais com os chatbots do que com seus cônjuges (nota do sr. Eteg: uma pena isso… maridos e esposas, revejam seus conceitos!)

Enfim, a tecnologia de chatbots, apesar de recente — principalmente no Brasil — chegou para ficar, pois traz benefícios para as empresas e seus clientes.

Como funciona o chatbot?

Com chatbots, todo tipo de contato que hoje é feito por ligações, chats ou aplicativos poderá acontecer com uma conversa multimídia dentro de aplicativos de mensagens, e tendo o uso de mecanismos automatizados e inteligentes de resposta mediando e potencializando a comunicação entre empresas e pessoas.

Como a Eteg entrega valor com bots?

O processo de trabalho é simples, e segue a linha de grandes empresas do mercado. Em parceria com a TAKE, grande empresa nacional de desenvolvimento de chatbots, a Eteg vem utilizando a plataforma BLiP para seus projetos. Em breve, você terá mais informações aqui mesmo sobre a plataforma.

Ficou interessado? Quer descobrir como usar essa nova tendência em seu negócio e gerar valor!

Entre em contato conosco agora!

Quero um projeto!