conteúdo da página

O que é a governança de TI?

4 minutos para ler

Para dar início ao tema, eu gostaria de facilitar o entendimento quanto a uma dúvida que muita gente tem: qual é a diferença entre governança e gerenciamento?

Bom, antes disso ainda, o termo “governança” surgiu em 1972*, com a necessidade da alta administração das grandes empresas de organizar os processos empresariais e de analisar suas melhorias. Ficou então conhecida como Governança Corporativa, e se tornou “famosa” mesmo a partir dos anos 90. A Governança de TI teve seu início (pelo menos utilizando esse termo) por volta de 1996, com o surgimento do framework COBIT.

 

E sobre governança e gerenciamento?

Governança, como o próprio nome diz, é o que vai governar uma instituição, que podem ser empresas, lojas ou o Estado, de acordo com normas e leis aplicáveis para todas as empresas, provendo processos e modelos para tomada de decisão**. Gerenciamento, em uma definição bem simples, significa planejar, organizar e executar as atividades pertinentes e resultantes de seu setor.

Diferentemente desse conceito de gerenciamento, onde as atividades são somente daquele setor, as atividades da Governança de TI podem ser executadas por diversas pessoas, de diversos setores ou departamentos, já que podem envolver diversos assuntos que não fazem parte especificamente do departamento de TI (exemplo: departamento jurídico, regulatório, planejamento, financeiro, etc.).

Mas então, afinal…

O que é Governança de TI?

Acabamos de ver a diferença entre governança e gerenciamento. Agora na prática, qual é a diferença entre gestão e governança de TI?

A Governança de TI é o que vai fazer o alinhamento estratégico com a administração do negócio, levando-se em consideração aqueles padrões, normas e processos citados anteriormente, no que se diz respeito aos produtos originados de TI: sistemas, aplicativos, infraestrutura, e todo produto que auxiliar a empresa em seus processos para uma melhor atribuição de valor ao cliente.

Já a Gestão de TI é o que vai gerir o time de TI, otimizando seus processos internos, organizando, planejando e executando suas atividades, entregando produtos e serviços aos clientes internos e externos.

 

Encontramos tecnologia em todos os tipos de negócios, em todos os departamentos, do alto escalão até a base da pirâmide. O conjunto inacabável de conhecimentos, de informações que geram conhecimentos, e de dados que geram informações, acabou gerando a necessidade de escalar a responsabilidade por esse controle para o conselho administrativo das empresas.

Esse controle, feito pela governança empresarial, passou a ser denominado Governança de TI.

Em todo esse contexto, surgiu recentemente a necessidade ainda de adequar vários processos ao LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – 2018). Algumas empresas atribuem essa responsabilidade na mudança de processos à Governança de TI, já que pode envolver a maior parte dos departamentos.

Conclusão: você pode pensar que não existe uma governança de TI na sua empresa, mas intrinsecamente ela pode estar espalhada e não ter nada formalizado. Qualquer empresa quer crescer e oferecer melhores serviços aos seus clientes (melhoria contínua!), e isso envolve muito a governança de TI, além da governança corporativa.

—-

E não para por aí… Quais são os principais objetivos da Governança de TI?

Quais são seus frameworks e para que eles servem? Acompanhem os próximos conteúdos para saber mais!

 

 

Fontes:

Figura 1 – Instâncias da Governança Corporativa

Figura 2 – Governança de TI 

Posts relacionados

Deixe um comentário