Escopo aberto x escopo fechado

4 minutos para ler

Diante da necessidade de contratação de uma empresa de desenvolvimento de software, os responsáveis encontram no mercado dois modelos de condução do projeto que se baseiam, fundamentalmente, na relação do cliente com as demandas de mudança de escopo. 

Aqui vão algumas dicas para você entender melhor o cenário e tomar essa decisão de maneira mais consciente.

Como funciona o Escopo Fechado?

No escopo fechado, toda a demanda do projeto é definida, isto é, seu escopo, prazo e custo. Neste modelo estas variáveis não podem ser alteradas durante a sua execução.

O projeto de escopo fechado define toda a demanda do projeto no momento de maior incerteza do mesmo, que é seu início. Nesta fase deseja-se que o esforço, tempo e preço sejam definidos quando, em geral, é muito difícil conhecer toda a dimensão e complexidade do projeto.

O problema desse tipo de projeto é que após a aprovação do escopo e início do desenvolvimento, não são permitidas alterações até o fim do projeto e há o risco de que, ao final, este não atinja um resultado satisfatório do que foi pensado inicialmente, pois as necessidades mudam.

O escopo passa a ser o meio e não o objetivo do projeto, pois ao longo do tempo e com a maturidade do entendimento do projeto, o cliente passa a solicitar melhorias, que ferem o escopo acordado inicialmente. Então a cada mudança solicitada gerará uma análise de impacto em esforço, tempo e preço.

A gestão do controle de mudança tomará grande parte do tempo do projeto para que, escopo, prazo e custo inicialmente acordados sejam cumpridos. 

O escopo fechado é recomendado quando há total clareza de todos os passos que devem ser executados desde o início do projeto no início do projeto. Neste modelo em geral, também se busca que o prazo e o custo inicialmente definidos não se alterem ao longo dos trabalhos.

E o Escopo Aberto? Quais as suas vantagens?

No  escopo aberto, uma demanda inicial começa o projeto. Neste modelo não há inicialmente escopo, prazo e custos finais associados a entrega da solução final. A solução vai sendo construída pelo time ao longo do tempo.  

No modelo de escopo aberto, existem entregas feitas a cada sprint. Estas entregas são acordadas com o cliente que define as prioridades de execução e as regras/funcionalidades que mais agregam valor para ele naquele momento. 

Na prática, no escopo aberto, um problema é apresentado e uma solução é desenhada. No entanto, é possível adaptar os processos e prazos, ajustando conforme as entregas forem realizadas. Assim, prazos e valores são flexíveis, sem serem definidos previamente e o cliente consegue pagar apenas pelas funcionalidades que mais lhe agregam valor.

Além disso, o cliente fica livre para mudanças, testes, adições e correções. 

Essa liberdade facilita o investimento de energia apenas naquilo que agrega valor para o cliente, beneficiando ambos os lados e facilitando o alcance de soluções mais assertivas e focadas na necessidade do cliente.

É importante perceber que esse modelo não define de início quanto custará o projeto em termos de tempo e investimento financeiro, pois o escopo vai sendo definido e executado à medida que o projeto acontece. Este tipo de modelo é indicado quando o cliente precisa fazer entregas de valor rapidamente, mas ainda não tem definição completa do que precisa ser feito.

Uma das principais vantagens é poder controlar o orçamento focando sempre nas entregas que entregam mais valor e tendo a possibilidade de entregar partes pequenas que podem ir sendo evoluídas com o tempo. Isto permite fasear a implantação de grandes projetos com um controle orçamentário baseado em entregas de valor.

Quando escolher um modelo de projeto ou outro?

Recomendamos que faça essas perguntas:

  1. Você pretende ter a liberdade de fazer mudanças no seu projeto ao longo de sua execução?
  2. Tem uma ideia, mas não sabe ainda se ela é a ideal?
  3. Quer acompanhar de perto a evolução do projeto?
  4. Pretende corrigir erros durante o caminho?

 

Se você respondeu sim para as perguntas 1, 2 ou 4, o escopo aberto é a melhor opção para você.

Se deseja acompanhar de perto o projeto, ambas as abordagens (escopo aberto ou fechado) te atendem.

A forma de fazer este acompanhamento é que pode variar.

Ainda dúvidas quanto a isto? Entre em contato com a gente, podemos te orientar 🙂

 

Posts relacionados

Deixe um comentário