conteúdo da página

BPM e BPMs: entenda o que é e como diferenciar

5 minutos para ler

Você sabe o que é BPM e BPMs e a importância do processo de negócio na sua empresa? 

As empresas surgem e começam a se organizar em áreas ou departamentos, tais como, departamentos de Logística e Estoque, Produção, Qualidade, Comercial e Vendas. Cada uma delas também tem seus indicadores, tais como: 

  • Ter o menor espaço, menor estoque e gastar o mínimo necessário para mantê-lo;
  • Comprar mais barato;
  • Produzir mais barato e com o menor custo;
  • Manter ou aumentar a qualidade dos produtos;
  • Manter ou aumentar as vendas; 

 É comum observar que ao longo do tempo cada área começa a adquirir seu sistema de apoio ou adquiri um sistema integrado de gestão empresarial e a inteligência da organização está dentro desses sistemas que apoiam essas áreas na realização de suas atividades.

As organizações necessitam também controlar e gerenciar os acessos e a comunicação com seus clientes e fornecedores. 

Então surge uma questão.

O que é um processo de negócio?

É todo um trabalho que acontece desde que surge uma necessidade de atender um cliente até ter esse trabalho concluído, entregue e validado por esse cliente. Segue abaixo uma imagem que ilustra isso que estamos descrevendo:

 

Em empresas mais maduras em processo muda-se a forma de pensar nos indicadores, eles deixam de ser o melhor desempenho da área para o melhor desempenho do processo. Nesse sentido faz-se necessário definir e gerenciar seus processos de negócios.

O que é BPM?

É uma disciplina que procura gerenciar os processos de negócio buscando integrar os objetivos da empresa com as expectativas e necessidades dos clientes através do foco em processos de negócios.

O principal objetivo do BPM (Gerenciamento do Processo de Negócio) é estar constantemente olhando seus processos de negócio, identificando e entendendo seu desempenho e buscando o entendimento de como fazê-lo melhor, com mais agilidade, com mais eficiência e atendendo as expectativas dos clientes e demais envolvidos.

 Para isso é necessário trabalhar num ciclo de melhoria contínua onde é necessário modelar seus processos, analisar e entender o que pode ser melhorado e adotar ações necessárias para atingir as melhorias propostas.

Estas ações podem ser voltadas a processos como também mudanças em sistemas e monitoramento. Este  ciclo de ações se repete sempre buscando atingir os objetivos da organização, dos seus clientes e envolvidos. 

 

Quando a empresa procura adotar tais práticas nos seus processos ou nos processos core business dizemos que esta organização tem um bom nível de maturidade por gerenciamento de processo de negócio.

 

O que é BPMS?

É uma Suíte de Gerenciamento de Processo de Negócio. São aplicações que suportam todo o ciclo de melhoria de processos, desde a descoberta, definição, desenho à implementação, monitoramento e análise através de otimização contínua.

É uma suíte porque ele agrupa conceitos e soluções de mercado presentes em aplicações / sistemas diferentes, oferecendo um conjunto de soluções que visam atingir os objetivos de melhoria contínua dos processos de negócio.

Dentro de um BPMS você encontrará:

  • Sistemas de Workflow – um sistema que define, gerencia e executa fluxos de trabalho com o suporte de um software;
  • Ferramentas de BAM – Monitoramento da Atividade do Negócio – é uma tecnologia que permite realizar o monitoramento em tempo real de indicadores de desempenho do processo de negócio;
  • Baseado no SOA que é uma maneira de construir aplicações através de serviços;
  • ECM – Gerenciamento do conteúdo e documentos da empresa que transitam dentro dos processos de negócios corporativos;
  • BRM – Gerenciamento das regras de negócio;

 

Modelagem em ambiente gráfico – a ferramenta deve disponibilizar um ambiente onde você possa representar o modelo do processo de negócio graficamente;

Repositório de processos de Negócio – local onde podem ser armazenados todos os processos de negócio que a organização tem;

Motor de orquestração de processos – para aqueles processos automatizados, este é configurado e implementado de tal maneira que o BPMS controla cada execução de cada etapa do processo de negócio, se a atividade já começou, se ela já terminou…;

Gerenciamento de conteúdo – é um módulo que gerencia as informações e documentos que trafegam durante a execução dos processos automatizados;

Gerenciamento da Interação humana – nas etapas do processo que são realizadas por interação humana, possibilitar a criação de formulários que serão o meio pelo qual a pessoa irá interagir com o sistema e ter controle dessa execução, por exemplo, definir dinamicamente quem é a pessoa responsável por executar aquela atividade do processo;

Conectividade – permitir a integração do processo automatizado com outros sistemas e soluções já existentes ou novas soluções de sistemas;

Monitoramento – funcionalidade para acompanhar o desempenho dos processos que estão sendo executados;

Gerenciamento de regras – módulo responsável por definir e armazenar as regras de negócio e que o negócio possa definir essas regras;

Administração de Usuários – Criação de usuários e permissões;

 

Bem pessoal é isso, conseguiram entender um pouco mais? 

No próximo conteúdo da nossa série, vamos falar sobre: quais os benefícios alcançados com o uso de BPMS?

Caso tenha alguma dúvida, deixa nos comentários, vamos adorar respondê-lo(a).

Nos vemos em breve, até lá.

Posts relacionados

Deixe um comentário