conteúdo da página

Automatização de processos na transformação digital do seu negócio

5 minutos para ler

Como a Automatização de Processos pode contribuir para a Transformação Digital

Num mundo em constante mudanças, sociedade e mercado são, ao mesmo tempo, agentes de transformações e afetados por estas. Mudanças ou evoluções em nossas vidas pessoais podem alterar o mercado, a forma como as empresas trabalham e o contrário também se aplica. 

Neste cenário, o conceito de Transformação Digital vem sendo cada vez mais difundido, e faz-se necessário ilustrar como ele se posiciona relativamente às demais tecnologias existentes. 

O objetivo deste post é estabelecer uma relação entre automatização de processos e transformação digital. Os dois conceitos têm uma forte ligação. 

Pode-se afirmar que a Transformação Digital engloba várias metodologias que têm por objetivo conferir maior dinamismo aos processos das organizações e a automatização faz parte dessas etapas.

O que é transformação digital?

Transformação digital é uma tendência que propõe o uso da tecnologia de forma estruturada para a geração de resultados de negócios para a empresa. 

Trata-se de uma ideia ampla, adaptável à realidade de cada organização, ou até mesmo à realidade de suas diversas áreas. Uma vez que diferentes técnicas podem ser aplicadas a diferentes realidades (ex: automatização, Inteligência Artificial, Data Science, IoT etc.), o leque de opções para a sua adoção é bastante amplo.

Trocando em miúdos, ela pode ser caracterizada pela percepção de como cada organização conduz seus processos internos, a identificação das melhores ferramentas tecnológicas para a otimização de cada um desses processos e, consequentemente, dos seus resultados.

Importante ressaltar um cuidado que se deve ter: várias tendências de mercado foram criadas e vêm evoluindo ao longo dos últimos anos para serem capazes de melhorar processos específicos. 

Devemos ficar atentos para não cometer o erro de acreditar que basta aplicar uma ou duas dessas tendências em toda a organização e considerar que estamos praticando a transformação digital. 

Pelo contrário, agindo desta forma apenas transformamos conceitos que realmente podem agregar eficiência e valor aos processos organizacionais em meros modismos e o risco de decepção é grande. 

Algumas dessas tendências são: automatização de processos, Internet das Coisas (IOT), Big Data, Machine Learning, Realidade Virtual, Inteligência Artificial, Cloud Computing etc. 

Não basta aplicar um ou dois desses conceitos de qualquer forma e chamar isso de transformação digital. A aplicação correta do conceito de Transformação Digital baseia-se em entender cada processo (de negócio, da própria empresa e de suas áreas), identificar pontos de melhoria e definir a melhor ferramenta tecnológica dentre as citadas para aumentar sua eficiência, gerando melhores resultados para a área e para a própria empresa.

A Automatização de Processos, contempla formas de se realizar tarefas automaticamente e com interação humana, sendo estas anteriormente totalmente manuais. Aumentando a rapidez e reduzindo drasticamente a ocorrência de erros é exatamente um dos componentes da Transformação Digital. 

Como explicado acima, apenas através do entendimento dos processos e da escolha das melhores tecnologias para otimizá-los é que estamos realmente praticando a transformação digital.

Alguns Mitos sobre Transformação Digital

Para finalizar, é interessante apresentar alguns mitos que, muitas vezes, impedem que as empresas adotem a Transformação Digital, colocando em risco até mesmo o seu posicionamento frente ao seu mercado.

  1. Transformação Digital é apenas para empresas de Tecnologia
    Este é o principal mito, e pode ser considerado o mais perigoso. Transformação Digital é aplicável a qualquer empresa, de qualquer segmento ou porte. O grau de maturidade é que precisa ser olhado com carinho antes de se pensar na transformação, mas, sim, desde que os processos estejam mapeados ou que seja possível mapeá-los, sua aplicação e até mesmo uma projeção de resultados passam a ser palpáveis.

  2. A transformação vem de iniciativas pequenas
    A transformação pode levar em conta iniciativas das equipes que podem indicar aderência a uma ou outra tecnologia que compõe o conceito de Transformação Digital. Mas a adesão deve partir de decisões estratégicas das esferas mais altas da empresa. Desta forma, a difusão, o entendimento e a aceitação por parte de todos ficam mais fáceis.
  3. Tudo se resume à experiência do cliente
    É importantíssimo que a empresa seja capaz de criar a melhor experiência possível para seu cliente mas, uma vez que a Transformação Digital deve considerar as melhores e mais modernas ferramentas para a otimização de cada processo, e considerando-se também que é essencial que ela parta da alta gestão, esses fatores recebem o mesmo grau de relevância que a experiência do cliente.

Gostou do conteúdo? Possui alguma dúvida? Por gentileza, deixe seus comentários, e teremos prazer em respondê-los ou tirar suas dúvidas.

Caso queira saber como a ETEG pode ajudar sua empresa na Automatização de Processos e nas etapas de  Transformação Digital, clique aqui.

Escrito por Adilson Veloso

Deseja ter acesso a este conteúdo a qualquer momento?

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

 

 

Posts relacionados

Deixe um comentário